Mapeamento e Monitoramento de Áreas de Risco: você sabe como funciona?

Gerenciamento Aéreo com Drone
3 de dezembro de 2021
Nove anos, o tempo voa!
10 de dezembro de 2021
Show all

Mapeamento e Monitoramento de Áreas de Risco: você sabe como funciona?

Você sabe o que é mapeamento das áreas de risco? Em primeiro lugar, áreas de risco são locais em que não são recomendadas construções de residências ou demais instalações pelo fato de correrem riscos em relação aos desastres naturais como inundações e desabamentos. 

A ação nociva do homem nos últimos anos tornou muitas áreas como sendo de risco. Portanto, o assunto merece uma atenção especial. Neste contexto, entra o mapeamento, que é, nada mais, nada menos que um estudo de suscetibilidade e apresentação da proposta de intervenção para a prevenção desses desastres naturais. É possível com o levantamento classificar o nível dos riscos em baixo, médio, alto e muito alto. 

Onde entra o monitoramento de riscos? Após a realização do mapeamento, isto é, a definição desses locais e quais as possibilidades de eventos adversos com perigo para a população, é possível realizar o monitoramento. O monitoramento de riscos ocorre através da elaboração de um plano de ação e prevenção aos desastres com medidas estruturais, no caso de obras, e as não estruturais, como remoções definitivas e não definitivas da população próxima, entre outros. 

Nossa equipe conta com engenheiros, biólogos e geólogos que atuam no setor. Um grupo completo que leva o nome da New Engenharia para o Brasil. 

 

Crédito da foto de capa: Washington Alves/Reuters

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *